Radares da Turquia e Otan detectam violação de espaço aéreo por jato russo

ANCARA (Reuters) - Radares da Turquia e da Otan detectaram violação do espaço aéreo por um jato russo, disse neste domingo o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, refutando declarações da Rússia de que as denúncias de violações eram pura "propaganda".

No sábado, a Turquia afirmou que um avião SU-34 da Rússia havia violado o espaço aéreo apesar dos alertas, elevando mais uma vez as tensões entre os países envolvidos na guerra da Síria. A Rússia, no entanto, negou ter feito qualquer incursão.

"A Rússia não pode encobrir suas violações de nosso espaço aéreo. Não é possível esconder que um incidente como esse aconteceu, nem inventar uma violação que não aconteceu", disse Davutoglu em uma entrevista coletiva em Riyadh.

O porta-voz da Defesa russa, general Igor Konashenkov, negou no sábado que algum avião russo teria entrado no espaço aéreo turco e chamou a acusação turca de "propaganda pura".

Em um incidente similar em novembro, a Turquia abateu um avião russo que alegou ter invadido o espaço aéreo do país, abalando laços diplomáticos, o que levou a Rússia a impor sanções econômicas.

"A Turquia não tem nenhuma intenção de provocar uma escalada na tensão com a Rússia, mas permanecemos sensíveis no que se refere à proteção de nosso espaço aéreo", disse Davutoglu.

(Reportagem de Ece Toksabay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos