Mais de 3.500 sírios fogem para Turquia em 4 dias por avanço de forças pró-Assad

  • UMIT BEKTAS

ISTAMBUL (Reuters) - Mais de 3.500 turcomenos e árabes fugindo das forças pró-governo da Síria no norte da província de Latakia cruzaram para a Turquia nos últimos quatro dias, relatou a agência turca de emergências nesta segunda-feira.

Uma autoridade turcomena disse que mais milhares de imigrantes são esperados, à medida que um acampamento de maioria turcomena no vilarejo sírio de Yamadi estava sendo esvaziado por conta do avanço de forças pró-governo apoiadas por ataques aéreos russos.

"Após os ataques terem se espalhado pelo acampamento de Yamadi, o primeiro grupo de 731 imigrantes, na maioria bebês, crianças, mulheres e idosos, entrou no nosso país em 29 de janeiro", informou a agência de emergências em comunicado.

Cidades rurais, em uma província tradicionalmente vista como um reduto do presidente Bashar Al-Assad, eram relativamente seguras até a ofensiva militar nos últimos dois meses, incluindo 300 ataques aéreos, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

Os turcomenos são parentes étnicos dos turcos, e a Turquia está insatisfeita com o que descreve ser ataques russos contra eles na Síria.

Pelo menos 12.733 civis foram deslocados nos últimos dois meses de conflitos, e mais deslocados são esperados caso as forças pró-Assad avancem, informou um relatório humanitário da ONU.

No sul da Síria, mais 35.715 pessoas foram arrancadas de suas casas por outra ofensiva do governo para retomar a cidade estratégica de Sheikh Maskin, informou a ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos