Cruz bate Trump em disputa republicana em Iowa; Hillary tem vitória apertada entre democratas

Por Ginger Gibson

DES MOINES, Iowa (Reuters) - O senador Ted Cruz derrotou de forma incontestável o bilionário Donald Trump em Iowa na largada da disputa presidencial do Partido Republicano na segunda-feira, em um resultado inesperado que criou uma competição tripla com o candidato do establishment senador Marco Rubio.

Do lado democrata, a ex-secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton venceu por pequena margem muito pequena o senador Bernie Sanders, no mais apertado caucus da história do Partido Democrata em Iowa.

A vitória de Hillary foi por diferença de apenas quatro delegados, de acordo com números do partido, o que levou Sanders, um autoproclamado socialista, a considerar o resultado uma "virtual empate".

Cruz, um parlamentar conservador do Texas, venceu a primeira disputa estadual republicana com 28 por cento dos votos, contra 24 por cento do empresário Trump. Marco Rubio, senador pela Flórida, ficou em terceiro lugar com 23 por cento, obtendo resultado melhor do que o esperado.

A vitória de Cruz e o bom desempenho de Rubio podem deter o ímpeto de Trump, cuja candidatura tem alarmado os principais líderes do partido Republicano e tem sido marcada por polêmicas, como a sugestão de um banimento temporário à entrada de muçulmanos nos Estados Unidos e a promessa de construir um muro na fronteira do país com o México.

"Esta noite é uma vitória para os conservadores corajosos de Iowa e em toda esta grande nação", disse Cruz, de 45 anos, em discurso de vitória que durou mais de 30 minutos.

Um Trump estranhamente humilde felicitou Cruz e disse que ainda espera obter a nomeação republicana. Pesquisas de opinião mostram Trump como líder nacionalmente e em New Hampshire, que será o próximo palco da disputa pela indicação.

"Eu estou apenas honrado", disse Trump, de 69 anos.

De forma incomum, grandes multidões lotaram escolas, igrejas e outros locais para os caucus, nas quais os eleitores se reúnem para selecionar um candidato.

Cruz conseguiu superar o entusiasmo das grandes multidões que têm comparecido aos comícios de Trump. Trump não compareceu ao último debate republicano antes do caucus devido a uma disputa com o anfitriã FOX News. Um assessor de Trump disse que a segunda colocação era esperada.

Iowa realiza a primeira disputa pela nomeação presidencial dos partidos desde o início da década de 1970, o que dá um peso extra ao Estado no processo eleitoral que pode se traduzir em um impulso para os candidatos vencedores.

Rubio, de 44 anos, pode se beneficiar do resultado tanto quanto Cruz. O parlamentar da Flórida se estabeleceu como a principal alternativa do establishment republicano aos dois rivais que lideram as pesquisas.

HILLARY ALIVIADA

Os resultados da disputa democrata colocam pressão sobre Hillary para deter o apoio a Sanders, que ganhou espaço entre eleitores politicamente de esquerda com suas promessas de enfrentar Wall Street e dar um novo início à reforma da saúde.

Hillary, de 68 anos, disse que estava dando "um grande suspiro de alívio" após os resultados. Ela perdeu em Iowa para o então senador Barack Obama na corrida democrata de 2008, e nunca mais se recuperou naquela disputa contra o atual presidente dos EUA.

Sanders, de 74 anos, declarou estar extremamente feliz. O parlamentar, que abriu um largo sorriso ao se dirigir a apoiadores, lidera as pesquisas em New Hampshire, mas está atrás de Hillary em outros Estados, como Carolina do Sul, que realizará a terceira disputa.

(Por John Whitesides e Amanda Becker)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos