Empresas da zona do euro iniciam 2016 de forma decepcionante, mostra PMI

LONDRES (Reuters) - As empresas da zona do euro iniciaram 2016 ligeiramente melhor do que se imaginava, mas o ritmo de crescimento de janeiro igualou apenas o mais fraco visto no ano passado, ampliando a pressão sobre o Banco Central Europeu, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

"A pesquisa decepcionante da zona do euro em janeiro indicou uma das expansões mais fracas vistas no último ano e levanta a perspectiva de mais estímulo", disse o economista do Markit Chris Williamson.

O PMI Composto final do Markit, considerado um bom guia do crescimento, atingiu 53,6, contra estimativa de 53,5 e uma leitura de 54,3 em dezembro.

O Markit informou que o PMI indica crescimento de 0,4 por cento no início do ano, em linha com pesquisa de janeiro da Reuters.

Os cortes de preços registrados falharam em impulsionar o dominante setor de serviços do bloco. O PMI de serviços atingiu nova mínima de um ano de 53,6 ante 54,2, como previsto na leitura preliminar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos