Terra Forte vê aumento de 14,6% na safra de café do Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - A exportadora Terra Forte projeta que a safra de café 2016/17 do Brasil deverá somar 54,17 milhões de sacas de 60 kg, alta de 14,6 por cento ante o ano anterior, segundo nota enviada a clientes nesta quarta-feira.

A safra de arábica, em recuperação após dois anos problemáticos, deverá atingir 41,38 milhões sacas em 2016/17, ante 32,05 milhões no ano anterior, quando a colheita sofreu os efeitos da seca.

Para o conilon, ou robusta, no entanto, as projeções são negativas, de 12,79 milhões de sacas, ante 15,23 milhões no ano anterior.

A principal região produtora de café arábica do Brasil, a região do sul de Minas Gerais e norte de São Paulo, foi atingida por dois anos consecutivos de secas até que as chuvas de primavera retornaram mais cedo que o normal no fim de 2015.

A estimativa da Terra Forte está mais alta que as projeções do governo brasileiro, feitas em 20 de janeiro, que aponta uma colheita de 49,1 milhões de sacas a 51,9 milhões de sacas, embora algumas estimativas de mercado vejam o retorno das chuvas para as principais regiões de arábica levando a produção a níveis próximos a recordes de quase 60 milhões de sacas.

As chuvas estão atrasadas nas principais regiões produtoras de robusta, no norte do Espírito Santo, causando uma severa escassez de água. Isso levou as autoridades a restringir a irrigação, o que provavelmente afetará a produção desta temporada na região.

(Por Luciano Costa, Caroline Stauffer e Reese Ewing)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos