Comitê da ONU decide a favor de fundador do Wikileaks Assange, diz BBC

  • POOL

LONDRES (Reuters) - Um comitê da Organização das Nações Unidas (ONU) determinou que o fundador do Wikileaks, Julian Assange, foi "detido arbitrariamente", segundo reportagem da BBC nesta quinta-feira.

A ONU não estava disponível de imediato para comentar a notícia em Genebra, onde o Grupo de Trabalho sobre Detenção Arbitrária da ONU discutia uma ação impetrada por Assange.

Assange, de 44 anos, é investigado na Suécia por alegações de estupro em 2010, que ele nega.

O australiano se refugiou na embaixada do Equador em Londres em junho de 2012 para evitar se extraditado.

Mais cedo nesta quinta, Assange disse em mensagem publicada na conte do Wikileaks no Twitter que deixaria a embaixada e aceitaria ser preso se perdesse a ação na ONU.

(Reportagem de Jeremy Gaunt)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos