Centro de Controle de Doenças dos EUA estuda doenças que podem estar ligadas ao Zika vírus

(Reuters) - As suspeitas de ligação entre o Zika vírus e uma má-formação cerebral em bebês, conhecida como microcefalia, parecem "cada vez mais forte" à medida que pesquisadores estudam se há uma conexão causal, disse o chefe do Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, em inglês) nesta sexta-feira.

Cientistas tentam estabelecer se a infecção por Zika vírus durante a gravidez causa microcefalia, má-formação na qual bebês nascem com circunferência da cabeça abaixo do padrão e com cérebros subdesenvolvidos.

O Dr. Tom Frieden, diretor do CDC, disse que a agência também trabalha com pesquisadores no Brasil para estudar a potencial ligação entre o Zika e um amplo espectro de distúrbios de desenvolvimento em bebês.

O CDC atualizou nesta sexta-feira suas diretrizes para exames de mulheres grávidas que viajaram a áreas afetadas pelo surto.

(Reportagem de Julie Steenhuysen)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos