Desabamento de mina na África do Sul deixa mais de 100 desaparecidos, diz sindicato

JOHANESBURGO (Reuters) - Mais de 100 pessoas estão desaparecidas após o desmoronamento de uma mina de ouro na província do nordeste sul-africano de Mpumalanga, disse um sindicalista nesta sexta-feira, enquanto os serviços de emergência disseram que até o momento 49 mineiros foram resgatados.

As minas da África do Sul estão entre as mais profundas e mais perigosas do mundo.

Manzini Zungu, porta-voz da Sindicato da Associação dos Mineiros e da Construção, disse que cerca de 115 membros do sindicato estavam presos debaixo da terra após o desabamento da mina de ouro Makonjwaan em Barberton, na província de Mpumalanga, às 8:40 da manhã (04:40 no horário de Brasília).

"Neste momento não está claro o que provocou o desastre", disse.

A mina fica localizada a cerca de 360 quilômetros a leste de Johanesburgo.

Um porta-voz dos serviços de emergência disse que 49 mineiros foram resgatados até o momento, e que sofreram apenas pequenos ferimentos.

(Reportagem de Zandi Shabalala)

((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))

REUTERS PF AC

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos