Oposição síria deveria ter saudado ofensiva em Aleppo, diz embaixador russo

GENEBRA (Reuters) - A delegação da oposição síria que participou das negociações de paz mediadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) nesta semana deveria ter saudado a ofensiva do governo sírio em torno da cidade de Aleppo ao invés de abandonar as negociações, disse à Reuters nesta sexta-feira o embaixador russo em Genebra, Alexey Borodavkin.

"Por que a oposição que deixou Genebra reclama sobre a ofensiva em Aleppo, que na verdade tem como alvo Jabhat al-Nusra e outros grupos extremistas radicais?", disse o embaixador em entrevista.

"A Jabhat al-Nusra é uma organização terrorista reconhecida pelo Conselho de Segurança da ONU. É um braço da al Qaeda. A oposição deveria estar feliz que os terroristas foram derrotados. Mas, ao contrário, eles ficaram decepcionados e deixaram as negociações."

Borodavkin disse que é profundamente lamentável que o mediador da ONU Staffan de Mistura tenha decidido suspender as negociações de paz em Genebra na quarta-feira, e disse que ele tem que ser "mais meticuloso" ao decidir quem incluir. O embaixador disse que tem esperanças de que a próxima rodada possa começar antes da data proposta por De Mistura, de 25 de fevereiro.

(Reportagem por Tom Miles)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos