Três desaparecem e 87 são resgatados após mina desabar na África do Sul

JOANESBURGO (Reuters) - Quase 90 mineiros foram resgatados e três ainda estão desaparecidos após um desabamento em uma mina de ouro no nordeste da África do Sul nesta sexta-feira, informou a empresa proprietária da mina.

O colapso ocorrido na entrada principal da mina deixou 87 operários presos no subsolo, os quais já foram retirados do local, disse a Vantage Goldfields em um comunicado. Mas três outros, que trabalhavam na superfície no momento do acidente, ainda não foram localizados.

Não há relatos de mortes, mas ainda há confusão no tocante ao número de mineiros envolvidos.

"No momento em que falamos, eles podem já ter saído. A maioria foi retirada", declarou o presidente-executivo da pequena produtora de ouro, Mike McChesney, à Reuters, por telefone a partir da mina na cidade de Barbeton, da província de Mpumalanga, cerca de 360 quilômetros ao leste de Johanesburgo.

Inicialmente, McChesney e a Associação de Mineiros e Sindicato da Construção afirmaram que 115 trabalhadores haviam ficado soterrados.

As minas sul-africanas são as mais profundas do mundo, e estão entre as mais perigosas.

O motivo da discrepância entre os números do sindicato e da empresa não ficou claro de imediato.

(Por Zandi Shabalala e TJ Strydom)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos