Disputa para ser o candidato democrata nos EUA está empatada, diz pesquisa

Por Chris Kahn

NOVA YORK (Reuters) - Bernie Sanders, senador norte-americano de Vermont, apagou a ampla vantagem que a ex-secretária de Estado Hillary Clinton tinha no início do ano na disputa para escolher o candidato democrata a presidente dos Estados Unidos, provocando assim um empate nacional, segundo uma pesquisa Reuters/Ipsos.

Hillary Clinton lidera com 48 por cento contra 45 por cento de Sanders entre os votantes democratas, de acordo com a pesquisa que ouviu 512 norte-americanos, conduzida de 2 a 5 de fevereiro, depois das prévias de Iowa. O levantamento tem um intervalo de credibilidade de cinco pontos percentuais.

Os democratas no início do ano apoiavam Hillary por uma margem de mais de dois para um. Sanders diminuiu consideravelmente a vantagem desde então.

Hilarry Clinton derrotou Sanders por pequena diferença em Iowa, a primeira prévia do país antes das eleições de novembro, mas a expectativa é que ela perca em New Hampshire. Os rivais entraram em choque na noite de quinta-feira no primeiro debate entre os dois sozinhos, refletindo o quão apertada está a disputa.

Há ainda uma grande diferença entre os dois em relação à identificação do público. Quase um quarto dos democratas e dois quintos dos independentes dizem não conhecer bem ainda Sanders. Em comparação, Hillary é conhecida praticamente por todos os eleitores.

No lado republicano, Donald Trump mantém a liderança, com 40 por cento de apoio. O seu apoio entre republicanos quase não mudou depois de ele ficar em segundo lugar em Iowa. Ted Cruz, senador do Texas, ficou com 16 por cento, e Marco Rubio, senador da Flórida, teve 13 por cento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos