Integrante britânico de comissão do Vaticano sobre abuso sexual deixa grupo

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - Um integrante britânico da comissão consultiva do Vaticano sobre abuso sexual, que tem sido um dos críticos mais veementes do Vaticano, deixou o grupo, disse neste sábado a instituição.

Um comunicado do Vaticano afirmou que numa reunião da comissão "foi decidido" que Peter Saunders se licenciaria. Saunders, ele próprio vítima de abuso sexual por um padre, não respondeu imediatamente a uma mensagem de telefone para que ele comentasse as circunstâncias da sua saída.

Foi dito que Sauders agora "consideraria como melhor apoiar o trabalho da comissão".

No ano passado, Saunders atraiu a atenção quando disse que o cardeal australiano George Pell deveria ser afastado por causa das alegações de que ele não tomou uma atitude para proteger crianças anos atrás. Pell é agora o ministro de economia do Vaticano. 

Saunders também havia falado sobre um suposto caso de encobrimento de abuso sexual no Chile e havia ameaçado deixar a comissão por causa da forma como o Vaticano lidou com o caso. O Vaticano afirma que a comissão é um grupo de aconselhamento, e integrantes não devem comentar casos individuais.

(Reportagem de Philip Pullella)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos