Mais pessoas são retiradas vivas após terremoto em Taiwan, cerca de 120 ainda estão presas

Por J.R. Wu

TAINAN, Taiwan (Reuters) - Equipes de resgate retiraram neste domingo mais sobreviventes de um prédio de apartamentos que desabou em Taiwan e continuam procurando cerca de 120 pessoas que ainda estariam presas nos escombros um dia depois de um forte terremoto atingir a ilha.

Entre aqueles encontrados vivos estão um homem de 20 anos identificado pela imprensa de Taiwan como Huang Kuang-wei e outro na casa dos 20 anos de sobrenome Kuo, que conseguiu sair andando dos escombros com a ajuda das equipes de resgate. Ambos foram levados ao hospital.

Bombeiros, policiais, soldados e voluntários vasculharam os escombros, alguns usando as próprias mãos, observados por dezenas de familiares das vítimas. Equipes médicas aguardavam perto.

"Ela não está respondendo aos meus telefonemas...Estou tentando me controlar e permanecer forte. Farei isso até encontrá-la", disse uma mulher de sobrenome Chang, 42, aguardando notícias de sua filha de 24 anos que vivia no quinto andar do complexo.

Sabe-se que pelo menos 26 pessoas morreram no terremoto, que aconteceu por volta das 4:00 da manhã de sábado, no início do feriado do Ano Novo Lunar, sendo que a maior parte foi encontrada em um prédio da cidade de Tainan.

Cerca de 120 pessoas ainda estão por baixo dos escombros do bloco comercial e residencial, disse o governo.

O presidente Ma Ying-jeou visitará o local do desastre na segunda-feira, primeiro dia do Ano Novo Lunar. Tsai Ing-wen, eleito presidente no mês passado, também visitará Tainan no mesmo dia.

(Reportagem adicional de Yimou Lee, Carol Lee e Pichi Chuang)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos