Ataques aéreos russos ajudam exército da Síria a avançar no norte do país

BEIRUTE (Reuters) - O exército da Síria avançou para perto da fronteira com a Turquia nesta segunda-feira em uma grande ofensiva apoiada pela Rússia e pelo Irã, num movimento que ameaça o futuro da insurreição rebelde, que já dura cinco anos, contra o presidente sírio Bashar al-Assad.

Milícias apoiadas pelo Irã tiveram um papel fundamental no solo ao mesmo tempo que caças russos intensificavam bombardeios, o que permitiu que o exército sírio assumisse o controle de importantes áreas no norte do país pela primeira vez em mais de dois anos.

"Nossa existência está agora ameaçada, não estamos apenas perdendo terreno", disse o combatente Abdul Rahim al-Najdawi, do grupo insurgente Liwa al-Tawheed.

"Eles estão avançando e nós estamos recuando porque em face a ataques aéreos tão fortes, precisamos minimizar nossas perdas."

O exército sírio e seus aliados estão a cerca de cinco quilômetros da cidades de Tal Rafaat, controlada pelos rebeldes, o que os colocam a cerca de 25 quilômetros da fronteira com a Turquia, disseram rebeldes, moradores e um observador do conflito.

(Por Suleiman Al-Khalidi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos