Obama diz que foguete da Coreia do Norte preocupa, mas não surpreende

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que ficou preocupado, mas não surpreso, com o lançamento de um foguete pela Coreia do Norte no fim de semana, afirmando que sua administração está pressionando a China e trabalhando com a Coreia do Sul para pressionar o regime norte-coreano e para bloquear seus esforços.

Em uma entrevista veiculada nesta segunda-feira, Obama disse à rede de TV CBS que não ficou surpreso com o lançamento, acrescentando que "nós temos estado preocupados com o comportamento da Coreia do Norte já faz um tempo".

"Este é um regime autoritário. Ele é provocador. Ele violou repetidamente as resoluções da ONU, testou e produziu armamentos nucleares e agora estão tentando aperfeiçoar seu sistema de lançamento de mísseis", disse Obama.

A entrevista foi realizada no domingo, quando a Coreia do Norte lançou um foguete de longo alcance que disse carregar um satélite, o que elevou as preocupações internacionais com sua capacidade de fabricar armamentos nucleares.

Obama destacou sua conversa, na semana passada, com o presidente da China, Xi Jinping, dizendo que lembrou o líder chinês "sobre a necessidade de realmente apertar o cerco" à Coreia do Norte. Os dois presidentes conversaram na sexta-feira.

(Por Susan Heavey)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos