Rússia levanta espectro de guerra permanente ou mundial se negociações sírias falharem

Por John Irish

MUNIQUE (Reuters) - O primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, levantou o espectro de uma guerra permanente ou mundial se as potências não conseguirem negociar um fim para o conflito na Síria e advertiu contra a possibilidade de uma operação terrestre de forças dos Estados Unidos e países árabes.

Medvedev, falando ao jornal alemão Handelsblatt na véspera de uma conferência sobre segurança em Munique, afirmou que os EUA e a Rússia devem pressionar todos os lados do conflito para assegurar um cessar-fogo.

Perguntado sobre a oferta da Arábia Saudita na semana passada de fornecer tropas terrestres se uma operação liderada pelos EUA for montada contra o Estado Islâmico, ele disse: “Isso é ruim uma vez que uma ofensiva terrestre costuma tornar a guerra permanente. Basta ver o que aconteceu no Afeganistão e em muitos outros países. Eu não preciso te lembrar o que aconteceu na pobre Líbia”.

"Os norte-americanos e nossos parceiros árabes precisam pensar bem. Eles querem uma guerra permanente?”

Segundo a tradução alemã, ele disse que seria impossível vencer uma guerra assim rapidamente, “especialmente no mundo árabe, onde todo mundo está lutando contra todo mundo.”

"Todos os lados devem ser levados a sentar à mesa de negociações em vez de desencadearem uma nova guerra mundial.”

A Rússia realiza bombardeios ao redor da cidade chave de Aleppo, em apoio aos avanços das tropas do presidente Bashar al-Assad. As forças dos EUA e outras forças aéreas ocidentais estão envolvidas em ataques no norte da Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos