Operação terrestre na Síria levará a uma "guerra completa e longa", diz Rússia

MOSCOU (Reuters) - Qualquer operação terrestre na Síria vai levar a uma "guerra completa e longa", afirmou o primeiro ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, em entrevista ao canal de televisão Euronews.

As potências mundiais fecharam na sexta-feira um acordo em Munique para um cessar-fogo na Síria, onde a guerra já matou ao menos 250 mil pessoas. O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, disse que se o plano de paz falhar, mais tropas estrangeiras podem entrar no conflito.

Ao comentar a fala de Kerry, Medvedev disse que eram "palavras fúteis". "Ele não deveria ter dito isso por um simples motivo: se tudo que ele quer é uma guerra prolongada, ele pode fazer operações terrestres ou o que quiser. Mas não tente assustar ninguém".

O presidente dos EUA, Barack Obama, descartou o enviou de tropas terrestres norte-americanas para a Síria, mas a Arábia Saudita ofereceu neste mês suas forças terrestres para combater o Estado Islâmico.

"Deixe-me reiterar que ninguém está interessado em uma nova guerra, e uma operação terrestre é uma guerra completa, e longa", Medvedev disse, de acordo com uma transcrição da entrevista com a Euronews enviada por seus assessores.

(Por Vladimir Soldatkin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos