Putin e Obama acertam cooperação para implementar acordo sobre a Síria

MOSCOU (Reuters) - O presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concordaram em intensificar a cooperação diplomática e de outras naturezas para chegar a um acordo sobre a Síria, informou o Kremlin neste domingo.

As principais potências acertaram na sexta-feira um plano temporário para "cessar hostilidades" na Síria. A pausa deve começar no prazo de uma semana.

Depois de conversas telefônicas entre Putin e Obama neste domingo, o Kremlin informou que ambos fizeram uma "avaliação positiva" sobre a reunião sobre a Síria em Munique, nos últimos dias 11 e 12.

"Em particular, um apoio foi dado aos esforços em dois alvos principais: para cessar-fogo e aspectos humanitários", informou o Kremlin.

O Kremlin acrescentou que, durante as negociações, a necessidade de estabelecer contatos estreitos de trabalho entre os ministério da defesa da Rússia e dos EUA foi destacada, que lhes permitam "combater com êxito o Estado Islâmico e outras organizações terroristas."

O Kremlin também informou que Putin falou com Obama sobre a importância da criação de uma frente antiterrorismo. Eles também discutiram a situação na Ucrânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos