Importações de soja pela China caem 17,7% em janeiro

PEQUIM (Reuters) - As importações de soja pela China caíram 17,7 por cento em janeiro ante o mesmo mês do ano anterior, mostraram dados da Administração Geral de Alfândegas nesta segunda-feira, com analistas esperando uma queda ainda maior neste mês devido a feriados tradicionais no país.

A China, maior compradora mundial da oleaginosa, importou 5,66 milhões de toneladas de soja em janeiro, 38 por cento abaixo das importações de dezembro, que somaram 9,12 milhões de toneladas.

O dado de dezembro havia representado o segundo maior volume mensal já registrado.

Algumas importações para chegada em janeiro foram liberadas pela alfândega em dezembro, disse um operador, o que ajudou a derrubar os dados de janeiro.

"As importações em fevereiro podem cair mais, para cerca de 4 milhões de toneladas. A indústria de esmagamento vai gradualmente retomar as operações a partir desta semana", disse a analista da Shanghai JC Intelligence Co. Ltd, Monica Tu.

Atrasos em entregas, particularmente do Brasil, maior exportador global de soja, também foram parcialmente responsáveis pela baixa importação estimada para fevereiro, o que deve suportar os preços domésticos do farelo e do óleo, disse Monica.

A maior parte dos esmagadores fechou no início de fevereiro antes do feriado de uma semana do Ano Novo Lunar, que terminou no final de semana.

(Por Niu Shuping and David Stanway)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos