BC do México eleva juros em ação surpresa; governo vai cortar gastos

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O banco central do México elevou sua taxa básica de juros em 0,50 ponto percentual, para 3,75 por cento, após a forte queda do peso mexicano, disse nesta quarta-feira o presidente da autoridade monetária, Agustin Carstens.

Acompanhando Carstens, o ministro de Finanças, Luis Videgaray, disse que o governo suspendeu um programa de leilões regulares de dólares, para criar um novo programa de intervenções discricionárias, que, segundo fontes, entrou em vigor pouco antes do anúncio formal.

Videgaray também disse que o governo vai cortar gastos neste ano, em meio ao cenário de menores receitas com petróleo e forte depreciação do peso.

(Por Michael O'Boyle)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos