Ataques aéreos turcos atingem campos do PKK no Iraque após atentado em Ancara

DIYARBAKIR, Turquia (Reuters) - Aviões militares turcos bombardearam campos de militantes curdos no norte do Iraque durante a noite, horas após um ataque suicida com um carro-bomba contra ônibus militares que matou 28 soldados e civis na capital da Turquia, Ancara, disseram fontes de segurança nesta quinta-feira.

Um carro lotado de explosivos foi detonado perto de ônibus militares que esperavam em um sinal de trânsito perto do quartel-general das Forças Armadas turcas e de prédios do governo e do Parlamento no coração administrativo de Ancara, na noite de quarta-feira (horário local).

Os militares condenaram o ataque, que descreveram como atentado terrorista, e uma alta fonte de segurança disse que os primeiros sinais indicavam a responsabilidade de militantes curdos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Um dos líderes do PKK, Cemil Bayik, disse que não sabia quem era responsável, mas que o ataque poderia ser uma resposta a "massacres no Curdistão", fazendo referência à região curda que cobre partes de Turquia, Síria, Iraque e Irã.

O ataque, o mais recente em uma série de atentados, principalmente atribuídos ao Estado Islâmico, ocorreu num momento em que a Turquia é arrastada cada vez mais para a guerra na vizinha Síria, e tenta conter parte da violência de décadas em seu sudeste predominantemente curdo.

(Por Daren Butler)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos