Núcleo da inflação ao consumidor dos EUA tem maior resultado em 4 anos e meio

WASHINGTON (Reuters) - O aumento dos aluguéis e dos custos médicos fizeram a inflação dos Estados Unidos em janeiro apresentar o maior ritmo em quase quatro anos e meio, sinal de pressões inflacionárias que poderiam permiir que o Federal Reserve eleve os juros gradualmente neste ano.

O Departamento do Trabalho informou nesta sexta-feira que o índice geral de preços ao consumidor ficou inalterado em janeiro, após recuar 0,1 por cento em dezembro. O núcleo da inflação, que exclui alimentos e energia, subiu 0,3 por cento, o maior ganho desde agosto de 2011, após mostrar ganho de 0,2 por cento em dezembro.

Economistas consultados pela Reuters esperavam um aumento de 0,2 por cento no núcleo da inflação e recuo de 0,1 por cento no índice geral da inflação.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos