Prefeito de Londres defende saída que Grã Bretanha saia da União Europeia

LONDRES, Fev 21 (Reuters) - O prefeito de Londres, Boris Johnson, afirmou neste domingo que irá apoiar a saída da Grã Bretanha da União Europeia no referendo de junho, encerrando as especulações sobre a posição de uma dos políticos britânicos mais influentes atualmente.

Ao falar com um grupo de jornalistas em frente a sua casa, Johnson afirmou que o primeiro-ministro britânico, David Cameron, não conseguiu obter reformas essenciais para o país na União Europeia.

"Eu defenderei a saída. Porque eu quero um acordo melhor para as pessoas desse país, para que se economize recursos e se tome de volta o controle", disse Johnson.

A decisão foi anunciada um dia depois de Cameron marcar para 23 de junho o referendo e anunciar sua disposição de fazer campanha pela permanência da Grã Bretanha na UE, depois de obter concessões dos demais membros que darão um status especial ao país dentro do bloco.

O prefeito de Londres afirmou que a decisão de ir contra a posição do primeiro-ministro foi muito difícil e elogiou seus esforços de negociação, mas avaliou que as reformas acordadas em Bruxelas ficaram muito aquém de mudanças significativas em temas como soberania. "Eu não vejo como, depois de me preocupar e reclamar por tanto tempo contra a falta de democracia na UE, eu possa deixar passar o que acredito ser a única chance que temos de colocar um ponto de vista alternativo", afirmou.

(Por William James e Guy Faulconbridge)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos