Pesquisas indicam derrota apertada de Morales em referendo para buscar reeleição na Bolívia

Por Daniel Ramos

LA PAZ (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, foi derrotado no referendo realizado no domingo necessário para tentar uma nova reeleição, de acordo com pesquisas de boca de urna divulgadas pela mídia local, embora a diferença seja tão pequena que o resultado poderia ser revertido na demorada contagem oficial.

Em meio a um clima de tensão gerado por recentes casos de violência e acusações de abuso de poder, 52,3 por cento dos bolivianos votaram a favor do "Não" à reforma constitucional que permitiria a opção de uma nova reeleição, ante 47,7 por cento para o "Sim", segundo a consultoria Ipsos.

Segundo a pesquisa boca de urna Equipos Mori, o "Não" venceu com 51 por cento contra 49 por cento do "Sim", um resultado que se for confirmado na apuração obrigará Morales a deixar o poder no final do seu terceiro e atual mandato, em 2020.

O líder indígena, que ocupa a Presidência desde 2006, buscava alterar a Constituição a fim de poder concorrer a um novo mandato para comandar o país de 2020 a 2025.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos