Cheniere exportará GNL dos EUA para o Brasil pela 1ª vez

(Reuters) - As muito aguardadas exportações de gás natural liquefeito (GNL) da área continental dos Estados Unidos deixará o terminal de exportações da Cheniere Energy de Sabine Pass, na Louisiana, nesta quarta-feira, disse uma executiva sênior da empresa.

A primeira carga, de cerca de 3 bilhões de pés cúbicos de gás irá para a Petrobras, disse Meg Gentle, vice-presidente-executiva de marketing da Cheniere, nos bastidores da conferência CERAWeek, em Houston.

"Nós carregaremos navios nos próximos meses", disse Gentle, observando que a companhia tem seis navios para GNL afretados, incluindo Clean Ocean, Oak Spirit e Creole Spirit, além do Asia Vision, que está transportando a primeira encomenda.

Gentle disse que o custo médio de fretar os navios utilizados para embarcar o gás, que é altamente resfriado até chegar a forma líquida para transporte, é de 45 mil dólares por dia.

Com expectativa de crescimento nas exportações de oleodutos para o México e exportações globais de GNL, os EUA esperam uma transição de importador líquido de gás para exportador líquido, em 2017, com a produção de gás de xisto do país continuando a crescer, de acordo com estimativas de energia federais.

(Por Luc Cohen, em Houston, e Scott DiSavino em Nova York)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos