Combates na Síria são interrompidos com início de acordo sobre fim de hostilidades

Por John Davison

BEIRUTE (Reuters) - Os combates pareceram ter sido interrompidos na maior parte das áreas do oeste da Síria no sábado (horário local), depois que uma interrupção das hostilidades entrou em vigor no âmbito de um plano coordenado por Estados Unidos e Rússia.

Um grupo de monitoramento e a Organização das Nações Unidas relataram apenas fogo isolado no oeste da Síria após o começo do acordo, à meia-noite de sábado (19h de sexta-feira em Brasília). A ONU disse que os incidentes em Damasco e Daraa nos primeiros minutos do cessar-fogo temporário rapidamente tinham se acalmado.

"Em Damasco e ao seu redor...pela primeira vez em anos, prevalece a calma", disse o diretor do Observatório Sírio para os Direitos Humanos, Rami Abdulrahman.

Damasco e sua aliada Rússia, bem como uma gama de grupos insurgentes que luta contra eles, disseram que iriam se comprometer com o plano.

A trégua não se aplica ao Estado Islâmico e à afiliada da Al Qaeda, Frente Nusra. O governo sírio e Moscou disseram que não irão interromper o combate contra os militantes.

A ONU decidiu por unanimidade na noite de sexta-feira pedir que todas as partes envolvidas no conflito cumpram com os termos do plano, fazendo um apelo para que governo e oposição retomem as negociações para acabar com uma guerra de cinco anos que já matou mais de 250.000 pessoas e deixou 11 milhões de desabrigados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos