Estado Islâmico assume responsabilidade por explosões em Bagdá que mataram 31

BAGDÁ (Reuters) - O Estado Islâmico assumiu responsabilidade por um ataque com bombas que matou 31 pessoas neste domingo no distrito xiita de Sadr City em Bagdá.

Em comunicado circulado online, o Estado Islâmico disse que dois homens-bomba foram responsáveis pelo ataque, matando e ferindo "centenas de rejeicionistas politeísticas", expressão que o grupo sunita de linha-dura usa para se referir a muçulmanos xiitas.

(Reportagem da Redação de Bagdá)

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos