Grupo islamista mata 17 em duas explosões em cidade na Somália

MOGADISHU (Reuters) - O grupo islamista somaliano al Shabaab acionou bombas em um cruzamento importante e um restaurante próximo neste domingo na cidade de Baidoa, matando pelo menos 17 pessoas, disseram um policial e o grupo.

O Al Shabaab frequentemente conduz atentados suicidas na capital e em outros locais em seus esforços para derrubar o governo somaliano, que conta com o apoio do Ocidente. O grupo quer impor sua versão rígida do mandato islâmico na nação do chifre da África.

"O restaurante e o cruzamento eram bastante frequentados e o número de mortos pode subir", disse Bilow Nurr, oficial da polícia, em Baidoa, que fica a cerca de 245 quilômetros a noroeste de Mogadishu.

O coronel Abdi Osman disse que o número de mortos é 17, em sua maioria civis, com 25 feridos.

(Por Bruno Federowski; Edição de xx)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos