Cuba relata primeiro caso de Zika em médica venezuelana

Por Marc Frank

HAVANA (Reuters) - Cuba registrou o primeiro caso de Zika vírus no país nesta quarta-feira, diagnosticado em uma médica venezuelana de 28 anos cujos marido e cunhado haviam contraído a doença em seu país de origem.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Zika uma emergência de saúde pública mundial no dia 1º de fevereiro, apesar de ainda se saber pouco sobre o Zika, inclusive se o vírus de fato causa má-formação craniana em recém-nascidos.

A paciente chegou a Cuba em 21 de fevereiro para fazer um curso de pós-graduação em medicina com 37 outras pessoas. Ela relatou febre no dia seguinte e foi diagnosticada com Zika na segunda-feira. Ela está hospitalizada e se recupera bem, informou o Ministério da Saúde cubano em comunicado nesta quarta-feira.

O marido dela foi diagnosticado com Zika dois meses atrás, e seu cunhado duas semanas antes de ela viajar, segundo o comunicado.

O Zika é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, embora o Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) tenha afirmado em 23 de fevereiro que está investigando possíveis casos de transmissão sexual.

O surto se disseminou por grande parte da América Latina e do Caribe, e a OMS estima que o Zika poderá afetar até quatro milhões de pessoas na região.

O governo cubano, que há décadas fumiga bairros e residências para combater a dengue -também transmitida pelo Aedes e uma prima próxima do Zika– colocou os médicos em alerta para o vírus semanas atrás e intensificou os esforços de erradicação do inseto.

A OMS está investigando uma "forte suspeita" de relação entre o Zika e a microcefalia. Não existe vacina nem tratamento para o vírus, e cerca de 80 por cento das pessoas infectadas não exibem sintomas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos