Forças afegãs matam homens-bomba que planejavam ataque a consulado da Índia

JALALABAD, Afeganistão (Reuters) - Forças de segurança do Afeganistão mataram nesta quarta-feira quatro homens-bomba que planejavam atacar o consulado da Índia em Jalalabad, cidade do leste afegão, após um ataque no qual pelo menos duas pessoas foram mortas e 19 ficaram feridas, disseram autoridades.

O incidente, ocorrido poucos dias depois de dezenas de pessoas serem mortas ou ficarem feridas em atentados suicidas na capital afegã, Cabul, e em Kunar, província do leste do país, trouxe à tona novos questionamentos sobre os esforços para ressuscitar um processo de paz atualmente congelado com o Taliban.

Uma bomba instalada em um carro dirigido por um dos agressores foi detonada perto da representação indiana, derrubando portas e janelas e destruindo pelo menos oito carros enquanto a área era assolada por explosões e disparos, disseram testemunhas.

As forças de segurança foram vistas chegando ao local em veículos blindados enquanto os civis fugiam.

Mas os quatro agressores foram mortos antes de conseguirem entrar no complexo que abriga o consulado, disse Attahullah Khugyani, porta-voz do governador da província de Nangarhar.

"O alvo deles era o consulado da Índia, mas nossas forças mataram todos eles a tiros antes de eles chegarem a seu alvo", afirmou.

Um policial e uma civil morreram e 19 pessoas se feriram, disse ele.

Ninguém assumiu de imediato a autoria do ataque, que aconteceu na esteira de um atentado suicida no consulado do Paquistão em janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos