Socialistas são derrotados na primeira votação sobre coalizão na Espanha

  • ANDREA COMAS

MADRI (Reuters) - Um plano de coalizão do líder dos socialistas espanhóis, Pedro Sánchez, tropeçou no primeiro obstáculo nesta quarta-feira, quando rivais da esquerda e da direita votaram contra a proposta no Parlamento e iniciaram uma contagem regressiva de dois meses para evitar outras eleições.

A Espanha fez pouco progresso para resolver o impasse político desde o resultado fragmentado das eleições em dezembro, quando milhões de eleitores optaram pelo partido contrário à austeridade Podemos e o novato e liberal Ciudadanos.

Nenhum partido conseguiu uma maioria absoluta na Assembleia, e a competição pelo poder terá que produzir uma coalizão com votos suficientes para resultar numa vitória.

O plano dos socialistas de se aliar com os Ciudadanos fracassou, como esperado, em ganhar os 176 votos necessários no Parlamento de 350 assentos, abrindo o caminho para uma complicada segunda votação no fim da semana.

A derrota disparou a contagem de dois meses para os partidos formarem um governo, período depois do qual uma nova eleição será convocada, provavelmente para o final de junho.

(Por Sarah White e Blanca Rodríguez)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos