Adidas diz estar monitorando IAAF sobre escândalo de doping

  • MICHAELA REHLE

BERLIM (Reuters) - A empresa alemã de artigos esportivos Adidas não retirou seu patrocínio à Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), mas está monitorando como a entidade lida com seu escândalo de doping.

"Nós não cancelamos nosso contrato (com a IAAF)", disse o presidente-executivo da Adidas, Herbert Hainer, em uma coletiva de imprensa.

"A IAAF sabe exatamente que rumo estamos tomando em nossas políticas em relação ao doping. Estamos em contato muito próximo com a IAAF e iremos observar bem de perto o que eles estão fazendo com este problema", afirmou.

    Em janeiro, a rede britânica de televisão BBC relatou que a Adidas, a maior patrocinadora da IAAF, estava encerrando seu contrato antes do prazo depois que um relatório independente revelou que a Rússia vinha praticando doping de forma generalizada e com apoio do Estado, o que o ex-presidente da

IAAF, Lamine Diack, foi acusado de acobertar em troca de suborno.

    O presidente-executivo da Adidas também saudou as reformas adotadas pela Fifa na semana passada para ajudar a entidade que administra o futebol mundial a superar seu escândalo de corrupção, dizendo que a enoresa de produtos esportivos, assim como outros patrocinadores, está trabalhando para fazer com que as reformas sejam postas em prática.

    (Por Emma Thomasson)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos