Coreia do Norte dispara projéteis após novas sanções da ONU

Por Jack Kim

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte disparou vários projéteis de curto alcance no mar nesta quinta-feira, horas depois de o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) votar a imposição de novas sanções rígidas contra o país isolado e a presidente da Coreia do Sul prometer pôr fim à "tirania" de Pyongyang.

Os disparos aprofundaram as tensões na península coreana, que estão altas desde o teste nuclear e o lançamento de foguete recentes dos norte-coreanos, e deixaram os militares do sul em estado de alerta.

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul disse estar tentando determinar se os projéteis, lançados às 10h (horário local) na costa leste norte-coreana, eram mísseis de curto alcance ou fogo de artilharia.

A ação ocorreu depois que o Conselho de Segurança aprovou na quarta-feira, por unanimidade, uma resolução que amplia dramaticamente as sanções a Pyongyang na esteira de seu quarto teste nuclear no dia 6 de janeiro e do lançamento de um foguete de longo alcance em 7 de fevereiro.

O embaixador da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, disse que as ações norte-coreanas mostraram que o país não aprendeu a devida lição da última rodada de sanções.

O porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos afirmou que Pyongyang deveria "se abster de provocações que agravam as tensões, e ao invés disso se dedicar ao cumprimento de suas obrigações internacionais", e o porta-voz da chancelaria chinesa disse que seu país espera que todos os envolvidos evitem ações que causem uma escalada nas tensões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos