Mitt Romney vai discursar contra Trump em dia de debate republicano

  • CHRIS KEANE

Por Steve Holland

DETROIT (Reuters) - O ex-candidato presidencial republicano Mitt Romney planeja explicitar nesta quinta-feira, sua rejeição a Donald Trump, o pré-candidato presidencial republicano favorito nas pesquisas para a eleição de novembro de 2016 nos Estados Unidos, uma exibição impactante do desconforto do establishment republicano com o incendiário bilionário de Nova York.

A aparição de Romney no Estado de Utah acontecerá no mesmo dia em que Trump e seus três adversários remanescentes, Marco Rubio, Ted Cruz e John Kasich, fazem um debate na cidade de Detroit.

    O debate, que será realizado pela TV Fox News e irá ao ar às 21h (horário local), será o primeiro confronto direto dos pré-candidatos desde as primárias da Superterça, que deram mais ímpeto a Trump mas não chegaram a abater seus rivais.

    Figuras da elite do Partido Republicano estão procurando uma estratégia para frear a caminhada do magnata do setor imobiliário rumo à indicação da legenda para o pleito de 8 de novembro, que irá determinar o sucessor do presidente dos EUA, o democrata Barack Obama.

    Alguns líderes partidários e doadores criticam as posições de Trump em relação ao comércio e à imigração, incluindo suas promessas de construir um muro na fronteira com o México, deportar 11 milhões de imigrantes ilegais e impedir temporariamente a entrada de muçulmanos no país.

    No debate, Trump, 69, será questionado pela primeira vez desde o ano passado por Megyn Kelly, âncora da Fox News que o irritou com suas perguntas no primeiro confronto republicano, em 6 de agosto, e o levou a cancelar a participação em um debate em Iowa em janeiro, uma decisão que pareceu lhe custar alguns votos.

    Romney, 68, está recolhido desde que perdeu para Obama em 2012. Ele flertou com a ideia de concorrer este ano, mas acabou decidindo que a nação precisa de novas lideranças.

    Fontes a par das visões de Romney disseram que, em conversas particulares com amigos e aliados, ele vinha se mostrando cada vez mais perturbado com a perspectiva de Trump se tornar o indicado dos republicanos.

    As fontes disseram que Romney irá citar especificamente a recusa do ex-apresentador de reality shows de divulgar suas declarações de imposto de renda e sua relutância inicial em rejeitar o apoio de um ex-líder da Ku Klux Klan, um grupo supremacista branco.

    Romney vem se mostrando inclinado a apoiar Marco Rubio, afirmaram duas fontes próximas do ex-governador de Massachusetts. Fontes disseram, contudo, que ele não deve endossar ninguém em seu discurso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos