Lula diz que não deve e não teme e que a "luta ainda continua"

(Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que prestou depoimento nesta quinta-feira em cumprimento a mandado de condução coercitiva, disse que sempre esteve à disposição da Justiça para prestar esclarecimentos porque não deve e não teme, acrescentando que "a luta ainda continua".

"Eu já fui prestar vários depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público... se o juiz Mouro ou o Ministério Público quisessem me ouvir era só ter mandado um ofício... porque não devo e não temo", disse Lula a militantes do PT na sede do partido em São Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos