OMS vê "indícios cumulativos" de ligação do Zika com microcefalia e Guillain-Barré

GENEBRA (Reuters) - Existem "indícios cumulativos" de ligação entre o Zika vírus e casos de microcefalia e da síndrome de Guillain-Barré, disse uma autoridade de alto escalão da Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta sexta-feira.

O doutor Bruce Aylward, diretor-executivo de Epidemias e Emergências de Saúde da OMS, disse que estudos publicados recentemente no periódico científico Lancet sobre microcefalia e pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) sobre Guillain-Barré deram força ao argumento de que o vírus transmitido por mosquitos é responsável por ambas.

"Desde que foi decretada uma emergência de saúde pública mundial (pela OMS) no início de fevereiro, os indícios de que pode haver uma relação causal continuaram a se acumular", afirmou Aylward durante um boletim à imprensa em Genebra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos