Alerta da Moody's pressiona Rússia a se adaptar à queda no preço do petróleo

Por Lidia Kelly

MOSCOU (Reuters) - A Rússia precisa adaptar seu orçamento aos preços menores do petróleo, disse o ministro das Finanças Anton Siluanov neste sábado, após a agência de classificação de risco Moody's alertar Moscou que pode rebaixar a nota da dívida soberana do país.

A agência disse na sexta-feira que havia colocado a nota Ba1 da Rússia em revisão para rebaixamento, dependendo de uma análise de dois meses das políticas do governo.

Das três principais agências de classificação de risco - Moody's, Standard and Poor's e Fitch, somente a última mantém a dívida da Rússia com nota de grau de investimento, embora apenas em um único patamar acima de mínimo necessário.

"A avaliação da Moody's indica a necessidade de se adaptar o sistema orçamentário à nova realidade no mercado de commodities", disse Siluanov.

Receitas de petróleo e gás respondem por cerca de metade da arrecadação da Rússia, e a queda nos preços ameaçam aumentar o déficit orçamentário, de acordo com previsão do ministério das Finanças. A queda do petróleo também tem causado uma forte depreciação da moeda russa, o rublo. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos