Chanceler saudita diz que Assad deve deixar cargo antes de transição na Síria

PARIS (Reuters) - O ministro saudita das Relações Exteriores, Adel al-Jubeir, disse neste sábado que o presidente sírio, Bashar al-Assad, deve deixar seu cargo no começo de uma transição política no país, não no fim.

"Para nós, está muito claro que é no começo do processo, não no fim do processo, não chegará a 18 meses", disse Jubeir durante uma visita à França.

Seus comentários ocorrem dias antes de planos das Nações Unidas para reiniciar conversas de paz e tentar encerrar a guerra civil da Síria, que já dura cinco anos.

Os Estados Unidos e outros governos ocidentais que anteriormente pediram pela saída antecipada de Assad haviam discretamente abandonado essa demanda, à medida que a posição do presidente fora fortalecida pelo envolvimento militar russo na Síria desde setembro do ano passado.

Jubeir também disse que a Arábia Saudita vai receber a entrega de armamentos franceses que havia originalmente encomendado para o Líbano.

(Por Leigh Thomas)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos