Ministro das Finanças britânico abandona plano de reforma previdenciária

LONDRES (Reuters) - O ministro britânico das Finanças, George Osborne, abandonou os planos de uma reformulação da Previdência que enfrentou oposição em seu Partido Conservador, já dividido sobre um referendo quanto à filiação da Grã-Bretanha à União Europeia, informaram notícias na imprensa.

A decisão também refletiu as ambições de Osborne para suceder o primeiro-ministro David Cameron, segundo algumas reportagens.

Osborne, que deve fazer sua apresentação anual sobre o orçamento em 16 de março, tem considerado reformas no sistema de pensões que poderiam aumentar as receitas e poderiam transformar o déficit orçamentário britânico em superávit até o fim da década.

As opções da reforma incluíam desde a introdução de uma tarifa única de alívio tributário sobre contribuições para pensões, o que prejudicaria os mais ricos, até a ideia mais radical de taxar contribuições previdenciárias e encerrar a isenção atual conferida aos pensionistas.

(Por William Schomberg)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos