Ataques dos EUA a campo do Al Shabaab na Somália deixam mais de 150 mortos

WASHINGTON (Reuters) - Militares norte-americanos realizaram ataques com drones no fim de semana que tinham como alvo um campo de treinamento do grupo somali islâmico Al Shabaab perto da capital Mogadíscio, matando mais de 150 combatentes, informou o Pentágono nesta segunda-feira.

"Foi um ataque bem-sucedido", disse o porta-voz do Pentágono, capitão Jeff Davis, acrescentando que a inteligência dos EUA indicou que o grupo estava se preparando para um "ataque em grande escala" e representava uma ameaça para as forças dos EUA e da União Africana na Somália.

O Al Shabaab, ligado à Al Qaeda, foi expulso para fora de Mogadíscio por forças de manutenção da paz da União Africana em 2011, mas manteve-se como um potente antagonista na Somália, lançando ataques frequentes na sua tentativa de derrubar o governo apoiado pelo Ocidente.

(Reportagem de Phil Stewart)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos