China pode aceitar expansão mais baixa do PIB se emprego ficar estável, diz autoridade

PEQUIM (Reuters) - A China pode aceitar um crescimento econômico levemente mais baixo desde que o emprego se mantenha estável e a renda continue a subir, afirmou uma autoridade da unidade de pesquisa do gabinete do país nesta quarta-feira.

O suporte da China para a economia é apropriado e não há planos para implementar fortes estímulos, afirmou em entrevista à imprensa Huang Shouhong, vice-diretor do Escritório de Pesquisa do Conselho Estatal.

Os líderes chineses determinaram uma meta de crescimento econômico de 6,5 a 7 por cento para 2016, comparado com 6,9 por cento no ano passado, a expansão mais fraca do país em 25 anos.

O governo ainda tem muitas ferramentas a sua disposição e vai aumentar seu suporte para a economia se o crescimento desacelerar para abaixo de um nível razoável, disse Huang.

(Reportagem de Kevin Yao)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos