Justiça argentina investiga Odebrecht por possíveis subornos, diz promotoria

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina investiga a subsidiária local da Odebrecht e várias outras empresas do setor de construção por possíveis subornos que implicariam uma extensão regional do escândalo de corrupção investigado pela operação Lava Jato, disse à Reuters nesta quarta-feira o promotor encarregado do caso em Buenos Aires.

Muitos especialistas acreditam que o esquema de corrupção que teria permitido financiar ilegalmente políticos no Brasil poderia ter sido repetido em outros países da região, como a Argentina.

"Há uma investigação em curso. Se busca determinar se houve algum tipo de repetição em manobras de cartelização que houve no Brasil. A Odebrecht é uma das empresas envolvidas", disse à Reuters o representante da Promotoria de Investigações Administrativas, Sergio Rodriguez.

"Este caso se transformou em um caso não apenas no Brasil, mas regional", acrescentou.

Consultado pela Reuters, um porta-voz da Odebrecht Argentina disse que a empresa "não foi notificada de nenhum procedimento judicial".

(Por Nicolás Misculin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos