Veterano da Força Aérea dos EUA é condenado por tentar se juntar ao Estado Islâmico

Por Joseph Ax

NOVA YORK (Reuters) - Tairod Pugh, um veterano da Força Aérea dos Estados Unidos, foi considerado culpado nesta quarta-feira de tentar se juntar ao Estado Islâmico, de acordo com o seu advogado.

A condenação é o primeiro caso em mais de 75 processos relacionados ao Estado Islâmico feitos pelo Departamento de Justiça desde 2014 a alcançar um veredicto dos jurados.

Depois de um julgamento de uma semana numa corte federal no Brooklin, os jurados concluíram que Pugh, de 48 anos, era culpado de tentar fornecer apoio material a uma organização terrorista e por destruir quatro dispositivos eletrônicos de armazenamento depois da sua prisão na Turquia.

"É claro que estamos desapontados com a decisão já que fizemos um grande esforço para a defesa, mas os jurados pareceram ser justos e estar genuinamente preocupados em alcançar o veredicto correto na avaliação deles”, disse Eric Creizman, advogado de Pugh.

Segundo ele, Pugh vai receber a sentença em setembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos