Agência dos EUA revela proposta para privacidade na Internet

WASHINGTON (Reuters) - O diretor da agência reguladora de comunicações nos Estados Unidos divulgou nesta quinta-feira uma aguardada proposta de proteção da privacidade de consumidores na Internet, mas afirmou que não vai impedir qualquer prática de coleta de dados.

O plano vai exigir dos provedores de banda larga a obtenção de consentimento dos consumidores, revelação do conjunto de dados, proteção de informações pessoais e divulgação de violações.

Atualmente, os provedores coletam dados dos consumidores sem pedir permissão e alguns usam as informações para propaganda dirigida, o que tem causado críticas de defensores de direitos de privacidade.

A proposta submetida pelo presidente da Comissão Federal de Comunicações (FCC), Tom Wheeler, não proíbe os provedores de Internet usarem ou compartilharem os dados dos consumidores. A proposta será votada pela comissão em 31 de março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos