Cinco afegãos, incluindo um bebê, morrem afogados em travessia para a Grécia

ISTAMBUL (Reuters) - Cinco afegãos, incluindo duas crianças e um bebê de seis meses, morreram afogados durante a noite no mar Egeu tentando alcançar a Grécia, à medida que a Turquia começou a implementar um acordo fechado com a União Europeia para conter a imigração ilegal.

O número de imigrantes que se arriscam em travessias marítimas perigosas até agora não tem mostrado sinais de queda desde que a Turquia acertou o acordo com a UE na segunda-feira, segundo o qual tentará conter o fluxo em troca de financiamento e recompensas políticas.

O ministro da Turquia para a UE, Volkan Bozkir, disse que o acordo, sob o qual Ancara concordou em receber de volta todos os imigrantes irregulares, não se aplica para aqueles que já atingiram as ilhas gregas. O número de pessoas devolvidas deve chegar à casa dos milhares ou dezenas de milhares.

Uma das vítimas do naufrágio da quarta-feira à noite, no qual o barco virou em meio ao mau tempo durante viagem para a ilha grega de Lesbos, conseguiu nadar até a praia, mas morreu durante as tentativas de reanimá-lo, disse um funcionário da guarda costeira à Reuters.

Dos quatro corpos encontrados no mar, um era de um bebê de seis meses de idade, segundo as equipes de resgate. Outras nove pessoas foram retirados vivas da água.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos