PF prende funcionária da Odebrecht em desdobramento da Lava Jato

(Reuters) - A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira uma funcionária da Odebrecht em Salvador em desdobramento das investigações da 23ª fase da operação Lava Jato, que resultou na prisão do marqueteiro do PT João Santana, informou a PF.

De acordo com a polícia, uma assistente administrativa da empreiteira foi presa na capital baiana e será encaminhada para Curitiba, onde estão concentradas as investigações da Lava Jato.

Além da prisão, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da Odebrecht em Salvador, segundo a PF na Bahia.

O publicitário João Santana, que trabalhou nas duas campanhas da presidente Dilma Rousseff e na reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi preso na 23ª fase da Lava Jato, chamada Acarajé, sob suspeita de ter recebido pagamentos ilegais milionários no exterior provenientes do esquema de corrupção na Petrobras. [nL2N16B2AC]

Santana recebeu ao menos 7,5 milhões de dólares fora do país por parte da Odebrecht e do operador financeiro do esquema de corrupção na Petrobras Zwi Skornicki, de acordo com a investigação do Ministério Público Federal.

(Por Caio Saad, no Rio de Janeiro)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos