Shell contrata consultoria e bancos para vender US$30 bi em ativos

LONDRES (Reuters) - A petroleira Royal Dutch Shell contratou o banco de investimentos Lazard para assessorá-la em um programa de venda de ativos de 30 bilhões de dólares que se seguirá à aquisição do BG Group pela empresa no mês passado, disseram diversas fontes em bancos e na indústria de petróleo nesta sexta-feira.

A companhia anglo-holandesa também contratou o Bank of America Merryl Lynch e o Morgan Stanley para trabalhar na proposta de venda dos ativos, segundo as fontes, que disseram que mais bancos ainda poderão entrar no grupo.

Um porta-voz da Shell confirmou que a Lazard foi trazida para assessorar seu time de fusões e aquisições na estratégia de desinvestimentos. Ele também confirmou que o BofA Merrill Lynch e o Morgan Stanley foram escolhidos para trabalhar em algumas vendas de ativos.

A Shell anunciou planos de se desfazer de 30 bilhões em ativos entre 2016 e 2018 para financiar o negócio com a BG e manter o pagamento de dividendos após a forte queda dos preços do petróleo a partir do segundo semestre de 2014.

O presidente da Shell, Ben van Beurden, disse que os desinvestimentos focarão inicialmente divisões de refino, armazenamento e varejo, conhecidas como downstream, que não perderam valor com a atual crise do mercado de petróleo.

Ativos de produção de petróleo e gás, conhecidos como upstream, deverão provavelmente ser vendidos mais tarde, uma vez que os preços do petróleo se recuperem, indicou a Shell.

(Por Freya Berry e Ron Bousso)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos