Taxa de crescimento da Grã-Bretanha está ignorando expansão digital, mostra revisão

LONDRES (Reuters) - A taxa de crescimento da economia da Grã-Bretanha seria maior se as estatísticas oficiais refletissem apropriadamente o crescimento explosivo da atividade online, disse o ex-vice presidente do banco central britânico Charlie Bean, que está liderando uma revisão das estatísticas britânicas.

Se a economia digital fosse totalmente capturada nas estatísticas econômicas, ela poderia acrescentar entre um terço e dois terços de um por cento à taxa de crescimento da economia britânica, mostrou um relatório elaborado por Bean e publicado nesta sexta-feira.

Bean foi convidado pelo ministro das Finanças, George Osborne, no ano passado para analisar como as estatísticas econômicas poderiam ser aperfeiçoadas após elas serem criticadas, inclusive pelo presidente do banco central, Mark Carney.

A revisão recomenda que a Agência Nacional de Estatísticas crie um novo centro de pesquisa para encontrar melhores maneiras de medir a atividade digital.

(Reportagem por William Schomberg)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos