Putin e Assad concordam em reduzir presença da força aérea russa na Síria

BEIRUTE (Reuters) - Síria e Rússia concordaram em reduzir a presença da força aérea russa na Síria depois que os russos ajudaram o Exército sírio a ter ganhos militares, disse a presidência síria em comunicado nesta segunda-feira.

A nota informou que o presidente Bashar al-Assad e o presidente russo, Vladimir Putin, concordaram sobre a decisão em um telefonema, dizendo que estava em linha com "a continuação da cessação das hostilidades e de acordo com a situação no terreno".

De acordo com o comunicado, a Rússia também se comprometeu a continuar a apoiar a Síria na "luta contra o terrorismo".

(Reportagem de Dominic Evans)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos