Guarda costeira argentina afunda embarcação chinesa por pesca ilegal

BUENOS AIRES (Reuters) - A guarda costeira da Argentina afundou uma traineira chinesa que estava pescando ilegalmente nas suas águas territoriais, disse a guarda costeira nesta terça-feira, marcando um primeiro teste para as relações entre o presidente Mauricio Macri e Pequim.

Em uma perseguição em alto mar, um navio da guarda costeira perseguiu na segunda-feira a embarcação de pesca Lu Yan Yuan Yu 010 em direção a águas internacionais, disparando tiros de advertência em toda a proa do barco chinês, enquanto tentava contatar a tripulação por rádio.

"Em várias ocasiões, o navio infrator realizou manobras para forçar uma colisão com a guarda costeira, colocando em risco não apenas o seu próprio pessoal, mas também a tripulação da guarda costeira, que, então, recebeu ordem para atirar em partes do navio", disse a guarda costeira em comunicado.

Não ficou claro se a embarcação afundou na segunda-feira ou nesta terça.

O governo de centro-direita de Macri, que tomou posse em dezembro, provavelmente vai procurar evitar um escândalo diplomático com a potência asiática, que ganhou uma posição forte na América do Sul.

(Reportagem de Juliana Castilla e Richard Lough)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos